Barbatanas Rondine A

Realizada com o exclusivo sistema de injecção de 3 materiais Cressi-Sub (patenteado), responde plenamente às tendências do mergulho moderno: Dimensões e peso controlados e uma excelente combinação de resistência, potência, conforto e estética.
- Os nervos laterais têm dupla composição de dureza e cores, para se obter uma estrutura e flexão plenamente controladas. Nesta barbatana o ângulo de flexão é maior que em outros modelos, facilitando o movimento por muito fraca que seja o impulso e mantendo um bom rendimento mesmo na situação de pouco ritmo de impulso, ou no caso de o mergulhador possuir uma técnica pouco desenvolvida de natação com barbatanas.
- O pé é completamente confeccionado em borracha termo plástica para obtermos um conforto e uma fixação na bota excepcionais. Esta composição da sola anula a possibilidade de resvalo fora de água. O pé tem três volumes diferentes, com a zona central mais estreita para que a bota se mantenha firme e fixa no seu interior e a transmissão de esforço bota-pé-pala seja directo e preciso.
- Novas fivelas basculantes 360º de regulação rápida. Permitem um posicionamento ideal e instantâneo da precinta, durante o movimento. Um novo sistema de bloqueio da fivela impossibilita a libertação acidental da fêmea da fivela.
- Desenho "pé debaixo da pala": A pala nasce directamente da parte superior do pé, unindo solidariamente a barbatana à bota e transmitindo todo o esforço gerado ao nadar sem perdas de energia através das zonas brandas. Este formato permite canalizar a água desde o tornozelo até à borda final da pala. Além de melhorar o sentido direccional da natação, este desenho proporciona umas prestações 10 a 15 vezes superior ao de umas barbatanas que não tenham desnível dos pés em relação à pala.

Materais
- Corpo principal de Polipropileno: Um material, herdado das barbatanas de apneia, que tem como principal característica a rapidíssima transmissão da energia aplicada e a sua grande rigidez estrutural Aplica-se na pala e na zona interna da "sandwich" da sola. É muito nervoso e reactivo e facilita uma natação muito ágil e efectiva. Tem uma relação esforço-rendimento notavelmente superior à borracha natural.
- Elastómero flexível: Aplica-se no pé e nas zonas que requerem flexibilidade e elasticidade já que influenciam no conforto do mergulhador. Na ponta do pé, no interior da sola e na zona de contacto com o tornozelo. Nas zonas que requerem uma capacidade anti deslizante: inserções na sola (zona de contacto com o solo) e anti golpe, como nos nervos laterais da pala. A fusão de ambos os materiais realiza-se a nível molecular.
. - Elastómero compacto: flexível mas não elástico. Aplica-se nas zonas que requerem uma composição mais firme, anti deslizante e de grande resistência: Nervos longitudinais, sola do pé e na banda debaixo da pala, sendo os nervos de uma só peça, evitando a tão habitual perda de energia, através de compostos excessivamente flexíveis do pé (natação pesada, lenta e cansativa). Tem um menor efeito amortecedor da reacção da pala que a que tem uns nervos de borracha natural, mais grossos e pesados.
Estrutura


Características Técnicas

Tamanho

Longitude

Largura

Altura

Longitude pala

Peso de uma Barbatana

XS/S

54 cm

19 cm

9 cm

29 cm

720 g

S/M

58 cm

20.5 cm

9 cm

30.5 cm

820 g

M/L

62 cm

22 cm

10 cm

32.5 cm

1000 g

L/XL

65 cm

23 cm

10 cm

34.5 cm

1100 g





facebook | Mapa do site | Contactos | Localização   © 2017 - Todos os direitos Reservados | Fotografia Manuel Silva